Como perder peso depois dos 30 anos

Você tem mais de 30 anos, está tentando perder peso mas a balança não se move?
O tempo passa e a medida que envelhecemos, podemos ganhar de 1 a 2 quilos por ano. Isto é normal!
Mas afinal, porque isto está acontecendo?

1. Você está perdendo massa muscular
Após os 30 anos, a cada década, naturalmente você perde entre 3 a 8% da massa muscular.  
Por que essa perda de músculo é importante no aumento do peso?
Porque  músculos mais desenvolvidos consomem mais calorias.
Então, a menos que você faça muitos exercícios para manter e construir músculos fortes, seu corpo precisará de menos calorias a cada dia, você terá de comer muito menos. Se você continuar a consumir o mesmo número de calorias que consumia quando era mais jovem, você certamente acabará ganhando peso.
2. Você está passando por mudanças hormonais
Para as mulheres, a menopausa causa uma queda significativa no estrogênio que estimula quilos a mais em torno da barriga, e o ganho de peso médio, que durante a transição para a menopausa é de cerca de cinco quilos. Os homens, por outro lado, experimentam uma queda significativa na testosterona à medida que envelhecem, o que começa por volta dos 40 anos. A testosterona é responsável, entre outras coisas, por regular a distribuição de gordura no corpo, a força e a massa muscular.
A produção do hormônio de crescimento (GH) da glândula pituitária também diminui a partir da meia-idade. Uma das muitas funções do GH é construir e manter a massa muscular.
3. Você está mais estressado e é mais sedentário
Algumas das razões para o ganho de peso na meia idade não têm nada a ver com o que está acontecendo dentro do seu corpo e tudo a ver com a maneira como a sua vida mudou. Você se move menos e ficou sem tempo e disposição para muita agitacão. Os compromissos familiares exigem muita dedicação e você está sempre estressado. Você não parece ter mais tempo para si mesmo! Como resultado, suas intenções de dieta e exercício podem ficar de lado.
E agora? O que fazer?
Você já sabe que é importante ter foco na alimentação saudável, reduzir as porções de comida, beber bastante água, praticar atividade física, dormir bem e gerenciar o estresse.

O  que mais você pode fazer? E quando nada funciona?
Na Medicina Chinesa, o aumento de peso é visto como um excesso de atividade do estômago e uma fraqueza do baço.
O estômago é o órgão que controla a fome.
O baço é o órgão que transforma os alimentos na energia e distribui a mesma pelo corpo.
O estômago, quando deficiente, provoca muita fome e você tem vontade está sempre com vontade de comer.
O baço, quando está fraco, não tem força para distribuir a energia dos alimentos pelo corpo e pelos músculos. A energia que deveria estar circulando para te dar força e disposição fica parada e acaba se transformando em gordura localizada.
Além de aumentar o peso, você ainda sente fome, cansaço e o corpo pesado.
Imagine uma loja que compra muitos produtos (estômago) e não consegue vender. O estoque vai se acumulando (gordura) e a loja começa a ficar sem fluxo de caixa (energia). Solução? Fazer com que os vendedores (baço) trabalhem melhor e consigam vender os produtos armazenados.
No processo de emagrecimento através da acupuntura é necessário estimular o sistema digestivo, especialmente o baço, normalizando a transformação dos alimentos em energia.
Como resltado, além de emagrecer,  você se sente o corpo mais leve, com mais força e com mais firmeza nos músculos.
Com acupuntura você evita o consumo de agentes químicos e hormonais dos métodos de emagrecimento mais agressivos e imediatos, porém menos saudáveis e naturais.
Com seu corpo limpo e saudável você adota um estilo de vida mais saudável ganha maior vitalidade.

(1 Vote)
99632-9767
Rua dos Andradas, 1.155 | Centro Histórico  |  Porto Alegre  |  RS
(51) 3224-7481
Utilizamos cookies para oferecer melhor experiência, melhorar o desempenho, analisar como você interage em nosso site e personalizar conteúdo.

Recusar Cookies
Aceitar Cookies
close

Fique por dentro!

Cadastre-se para receber promoções e informações sobre os últimos tratamentos.